Esportes

Relatório Esportivo – 04

FUTEBOL

Estaduais: Final de semana animado, hein? Bem melhor que os anteriores. Os campeonatos podem até não ser grande coisa, mas fase decisiva sempre tem algo de especial. Sempre tem mais emoção, sempre tem confrontos que no mínimo movimentam as pessoas. O domingo foi cheio.

No Rio, Vasco e Botafogo fizeram a decisão da Taça Rio. O troféu não tinha lá grande significância, já que ele não altera nada nas finais do campeonato. O público foi até surpreendente, com mais de 20 mil pessoas indo prestigiar a partida. A única coisa é que boa parte dos torcedores chegaram atrasados, já que o estádio parecia vazio durante um bom tempo. Sobre o jogo, o Vasco com o time completo enfrentou um Botafogo com um mistão. Tecnicamente, muito ruim, principalmente o primeiro tempo. No segundo, o Vasco contou com a expulsão do zagueiro/lateral Marcelo aos 18 minutos e tratou de tentar resolver antes de ir para as penalidades. Aos 41 Douglas fez o primeiro e Luís Fabiano, recebendo um presentão de Manga, fez seu primeiro gol com a camisa do Vasco, sacramentando o título. Valeu a diversão de quem foi e o prêmio de um milhão de reais.

Em São Paulo as coisas foram mais animadas. A Ponte Preta simplesmente deu um banho de bola no Palmeiras, vencendo em um sonoro 3 a 0, sendo que poderia ter feito quatro, cinco ou mais sem problemas. A Macaca ganhou muita torcida após a saída do Santos e parece que deve ir a final. Se for, vai ser seu adversário contra o mundo. Na outra semifinal, São Paulo e Corinthians realizaram o Majestoso no Morumbi. Jogo animado, disputado e apesar do São Paulo ter partido pra cima na maior parte do tempo, o Corinthians levou a melhor sabendo ser cirúrgico nos contra ataques, com gols de Jô e Rodriguinho, ambos no primeiro tempo. O que fica de melhor desse clássico foi a atitude do zagueiro Rodrigo Caio. Aos 39 minutos do primeiro tempo, em uma dividida com ele, o centroavante Jô e o goleiro Renan Ribeiro do São Paulo, Rodrigo pisou no companheiro de equipe. O árbitro achou que tivesse sido Jô, deu a ele o amarelo e o Rodrigo foi lá e se acusou, avisando ao juiz que não tinha sido ele. O único chato dessa situação é que essa é uma atitude que temos que louvar, elogiar, e não simplesmente observar como um fato corriqueiro e normal. Sendo assim, parabéns ao zagueiro pela atitude das mais dignas possíveis.

Em Minas, jogos disputados, mas nada além de razoáveis. As duas semis terminaram empatadas em 1 a 1 entre URT e Galo e entre América/MG e Cruzeiro. O Galo chegou a ser vaiado pela torcida no Mineirão, inclusive. De tudo que aconteceu nos estaduais nesse fim de semana, parece que Minas ficou com a parte mais chata, mesmo que já seja a fase decisiva. E há justificativas: Libertadores, Copa do Brasil, viagem, etc. Compreensível, mas não deixa de desapontar quando times bons como Atlético/MG e Cruzeiro fazem partidas bem aquém do que eles têm apresentado. Que o domingo que vem tenha melhores ventos em Belo Horizonte.

O fim de semana foi difícil para os time de Porto Alegre. Tanto Caxias quanto Novo Hamburgo dificultaram bastante a vida dos rivais da capital. No sábado, o Inter venceu o Caxias por um magro placar de 1 a 0 e irá até a Serra Gaúcha para o jogo de volta. De fato, é uma vantagem pequena. O Caxias é um time deveras enjoado e não se surpreendam se tirarem o Inter na semana que vem. Mesma situação para o Grêmio, que ainda por cima só empatou com o Novo Hamburgo e por pouco não perdeu. O regulamento dessa fase do Gauchão é feito a Copa do Brasil, com gols fora de casa sendo critério de desempate. Internacional e Grêmio ainda são favoritos, mas vão ter que jogar mais para avançarem para a final.

“Vamos, vamos Chape!” E não é que a Chapecoense venceu o segundo turno? Nesse sábado, venceu o Joinville na Arena Condá e levou o segundo turno do campeonato com uma rodada de antecedência. Agora a Chape cumpre tabela contra o Criciúma no próximo final de semana e nos outros que se seguem, decide o título com o Avaí. Duas coisas: a primeira é que já comentamos anteriormente sobre a resiliência desse time da Chape. Nem as maiores dificuldades abalam o time, que continua com a filosofia do barato, prático e funcional. Outra é que o estadual de Santa Catarina segue uma fórmula simples e boa que vinha sendo consagrada no Rio de Janeiro: jogam-se dois turnos e o campeão de cada um se enfrenta na final. Se um time levar os dois, é campeão direto. A fórmula que o estadual carioca desperdiçou, outras regiões souberam aproveitar bem.

Em Pernambuco tivemos campeonato a vera, enfim! Sport e Santa Cruz venceram Náutico e Salgueiro, respectivamente. Ambos em jogos apertados, bem equilibrados, em que os mandantes tiveram dificuldade de superar os rivais. Aliás, Pernambuco até agora tem a semi mais equilibrada de todos os estaduais até agora. Só é possível ter um panorama parecido no Rio de Janeiro, mas como lá só vai ser jogo único, é provável que essa situação seja só em Pernambuco mesmo.

Copa do Brasil: Essa semana tem os jogos de volta da Copa do Brasil. Até agora, a previsão feita pelo site corre o risco de cair por terra, mas futebol é uma caixa de surpresas. Confesso que três times me surpreendem de ainda estarem nessa fase: Goiás, Joinville e Paraná. A Copa do Brasil já não é um torneio “democrático” faz algum tempo, principalmente quando o formato da competição foi modificado. Muito difícil um time que não seja da Série A resistir muito tempo ao torneio.

Liga dos Campeões: Amanhã começam os jogos de volta da Liga dos Campeões. Amanhã tem o jogo que deve selar o provável campeão da competição (Real Madrid x Bayern de Munique) e quarta a tentativa de “O Milagre II – A Missão” por parte do Barcelona. Acho que o time da Catalunha não repete o feito, não, mas… Futebol é futebol! A certeza é de que as tardes da semana serão recheadas por um bom e animado futebol.

TÊNIS

ATP: Ontem rolou também a final do ATP de Houston, com o melhor tenista do Brasil na atualidade e atual 67º no ranking, Thomaz Bellucci. E o brasileiro foi derrotado por Steve Johnson por 2 sets a 1. Apesar da boa campanha, não deu pra superar o americano em seus domínios. Mesmo sentindo cãibras, ele resistiu mais e venceu o brasileiro, que fez jogos muito bons antes de chegar à decisão. Ao menos, deve chegar à 42ª segunda posição do ranking.

FÓRMULA 1

GP do Bahrein: E a F1 tá demais! Finalmente, depois de alguns anos de campeonatos bem insossos. Vettel venceu de novo uma corrida feita de estratégia, de detalhes. Sinceramente, fazia falta ver a Ferrari competitiva, disputando o título novamente. E ainda que deva ter uma polarização da disputa do título entre Vettel e Hamilton, Bottas, Raikkonen e Ricciardo sempre acompanham de perto os principais oponentes e a disputa acaba ficando melhor. Verstappen que também integra o grupo de disputa, teve problemas no freio e abandonou a prova. Aliás, não foi mal só com o carro, falou demais também. Tanto é que tratou de se retratar. Enfim, segue um início de campeonato como um dos melhores dos últimos tempos.

NBA

Cavaliers: Pelo jogo 2 dos playoffs da Conferência Leste, o Cleveland Cavaliers venceu novamente o Indiana Pacers, em um jogo disputado, por 117 a 111. O Indiana é um bom time, fez um jogo difícil, mas com Kyrie Irving , LeBron James e Kevin Love inspirados fica difícil superar o adversário. Na melhor de 7, o Cleveland precisa só de mais dois jogos pra confirmar a classificação. Pelo andar da carruagem, é o que deve acabar acontecendo.

 

 

Tags
Mostrar mais

Luís Pimenta

Carioca, Engenheiro, torcedor e ritmista da Estação Primeira de Mangueira. Além de acordar cedo por necessidade e comer churrasco por amor, consegue ser fã de séries e de samba. Muitas vezes ao mesmo tempo.

Related Articles

Ver Também

Close
Close